Funções e Técnicas

Anterior Voltar Próxima

 

RELAÇÕES PÚBLICAS COMO FERRAMENTA ADMINISTRATIVA

 

João Alberto Ianhez

Profissional de Relações Públicas

 

O sucesso da empresa, cada vez mais, está condicionado à sua capacidade de gerar para si atenção positiva, ações de apoio e boa vontade de todos os segmentos do público com os quais interage. E aí que entra a atividade de Relações Públicas. Ela busca atingir esses objetivos pela atuação baseada na visão macro das funções empresariais e em valores claramente definidos que permeiem toda a estrutura da empresa.

Para esclarecer melhor, podemos dizer que as impressões causadas pela empresa podem ser comparadas às causadas pelas pessoas.

Para uma pessoa ser bem-aceita, deve desenvolver posturas positivas, por meio dos seus atos e palavras, junto às pessoas que com ela se relacionam. Se for bem-sucedida, conseguirá desenvolver nos outros a opinião de que é pessoa confiável.

Isso ocorre, também, com a empresa, pela forma adequada de relacionamento de seus funcionários com o público, pela fabricação de produtos e prestação de serviços com qualidade, pela atuação profissional dentro de princípios éticos, pela consciência de seu papel social e da sua influência na vida das comunidades nas quais atua e no país no qual está instalada.

Essas formas de agir, promovidas pelo trabalho planejado de Relações Públicas, fazem com que se estabeleça junto ao público um conceito bom e forte e contribuem de maneira direta para melhores negócios e para o desenvolvimento da empresa, além de preservar e valorizar aquilo que ela tem de mais valioso: o próprio nome.

A atividade de Relações Públicas, além de atuar como pivô das ações citadas, busca a conscientização de todos dentro da empresa sobre o papel e a responsabilidade que tem pelo conceito da mesma junto à opinião pública. Por outro lado, orienta e assessora todas as áreas da empresa no que diz respeito à forma mais adequada de conduzir suas relações com o público.

Vemos, pois, que o princípio básico de Relações Públicas é agir de maneira correta, buscando a integração dos objetivos empresariais com os objetivos do público, inclusive corrigindo distorções que surjam na busca desse entrosamento. Esse princípio que, como mostramos a seguir, envolve todos os aspectos da estratégia empresarial, se completa acrescentando a ele as técnicas de comunicação, contribuindo para mostrar ao público as ações corretas realizadas pela empresa.

Ponto fundamental da atuação de Relações Públicas são os valores da empresa e a definição de como ela deseja ser vista pelo público, isto é, a definição estratégica do conceito empresarial.

Os valores empresariais devem ser claramente definidos, buscando fazê-los permear toda a empresa, para que todos dentro dela tenham, no documento formalizador desses valores, seu guia de atuação.

Para chegarmos à definição estratégica do conceito empresarial, devemos analisar os objetivos da empresa, os seus valores, as estratégias de seus produtos e seus serviços, a estratégia institucional e suas políticas. Chegamos, assim, à definição do conceito que, do ponto de vista estratégico, a empresa deverá desenvolver junto aos públicos.

Esses dois fatores devem estar unidos à pesquisa junto aos diferentes segmentos de público que interagem com a empresa, buscando saber como a vêm e que conceito têm dela, bem como suas expectativas e necessidades em relação à empresa, seus produtos, serviços e ações em geral.

Estão, assim, lançadas as bases para a definição de políticas e de programas de Relações Públicas para atender às necessidades, expectativas e interesses dos diferentes segmentos do público da empresa, integrando-os com os seus valores e com a sua definição estratégica do conceito empresarial.

ASSESSORIA E EXECUÇÃO

Dento do programa de Relações Públicas, destacam-se a assessoria e a execução de algumas atividades básicas diretamente ligadas à alta administração da empresa, que passamos a relacionar.

Formalização, divulgação e acompanhamento da utilização dos valores empresariais.

Definição estratégica do conceito empresarial.

Pesquisa junto aos diferentes segmentos do público – com vistas à definição do programa de Relações Públicas.

Assessorar e conscientizar a administração da empresa em assuntos que envolvem relações com os diferentes segmentos de seu público.

Obter feedback dos diferentes segmentos do público ao programas de Relações Públicas implementadas, e outros atos da empresa que as afetem, corrigindo distorções e revendo posições junto à alta administração.

Assessorar os membros da administração na adequada, clara, direta e sintética comunicação com os veículos de imprensa e com o público geral.

Assessorar a administração da empresa e atuar nos conflitos e nas falhas de comunicação, porventura ocorridas com um dos diversos segmentos do público da empresa, buscando corrigir falsas impressões, agindo rápida e adequadamente, objetivando o ajustamento possível entre as partes.

Assessorar a administração e atuar na mediação do processo de negociação em assuntos institucionais com os diferentes segmentos de público.

Recomendar e promover a participação da empresa em assuntos de interesse público, benemerentes, culturais ou sociais.

AÇÕES E INSTRUMENTOS

Planejamento e supervisão da execução de eventos da empresa para o público interno e externo e acontecimentos especiais.

Planejamento e supervisão da propaganda institucional.

Divulgação de dados financeiros e balanços das empresas.

Planejamento, execução de relatórios anuais e folhetos institucionais.

House-organs, murais e publicações diversas para funcionários.House-organs, murais e publicações diversas para funcionários.

Videojornal.

Promoção da boa vontade junto aos funcionários e demais públicos.

Programas de participação, sugestão e incentivo.

Planejamento e execução de programas de preservação da qualidade de vida e do meio ambiente.

Atividade na área de relações de consumo, inclusive a supervisão do serviço de atendimento ao consumidor.

Planejamento e desenvolvimento das relações com lideranças empresariais entidades de classes, bem como o controle de participação das mesmas.

Desenvolvimento de ações que envolvam relações governamentais e relações com órgãos públicos que exerçam fiscalização e/ou controle nas atividades da empresa.

Vídeos institucionais, audiovisuais e filmes corporativos.

Apoio a marketing nos lançamentos e promoções de produtos e serviços, eventos e outras ações.

Brindes.

Donativos.

Atuação em conjunto com outras áreas, na administração de problemas presentes ou potenciais da empresa – issues management.

Planejar e executar trabalhos relacionados com as práticas de cerimoniais e protocolo.

Manutenção de cadastros dos públicos prioritários (clientes, fornecedores, imprensa, governo, lideranças de opinião etc.).

Estratégia de distribuição e divulgação de material impresso institucional e em alguns casos também os promocionais para os diferentes segmentos de público da empresa.

Originalmente publicado na revista Mercado Global, São Paulo, n. 93, 1º trimestre 1994.